20 março 2007

casa no campo

de Elis Regina

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
E um filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal

Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
e nada mais

(zé rodrix e tavinho, 1972)


[para ti minha linda]

3 comentários:

luar disse...

Onde arranjas textos tão lindos?

Dá uma vista de olhos no blog do meu irmão...

http://www.odesterradoempequim.blogspot.com/

Beijos

iké disse...

ainda bem que gostas :-)

estive a ler o blog do teu irmão, achei-o muito interessante, gostei da forma como ele nos dá a conhecer o outro lado do mundo :-) acabei por me envolver e li-o de uma ponta à outra :-)

quer dizer então que agora estás sozinho aí pelo Porto, sem o irmão... mas é bom saber que aproveitas bem os momentos com a tua menina que diz "au" na tentaviva de dizer miau :-) [gostei da ideia desse teu comentário :-)]

eu... o trabalho continua a ser muito, depois da fase do stress estou agora a atravessar a fase do cansaço, muito cansaço... preciso realmente de parar uns dias!

beijinho

luar disse...

Isto tem destas coisas... Eu ando um bocado forçado a bloggar. A minha mãe está a frequentar uma acção de formação sobre estas coisas da net para as aulas dela e teve que criar um blog. Eu acho que lhe ensinaram mas ela não aprendeu lá muito bem. Para ela é mais matemática. Eu lá tive que estar com ela a bloggar. O mais fantástico é que quem apanhou a coisa, o jeito e o gosto foi o mano de 7 anos e o resultado foi:

manueldaspedras.blogspot.com

desde então sempre muito "em dia"...

Fala-me de férias, que preciso.

Beijos